sexta-feira, 8 de julho de 2011

Blog novo no WordPress




Estamos migrando para o WordPress, clique na imagem acima e conheça nosso novo blog com notícias e lançamentos das editoras Carlini e Caniato e TantaTinta.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Cores em Mato Grosso

Laércio Miranda





Sobre a obra

O livro de fotos apresenta o estado de Mato Grosso de forma surpreendente por sua enorme diversidade de povos, culturas e belezas naturais. O sincretismo proporcionado por amalgamar culturas ancestrais, às diversas migrações e o vasto tamanho geográfico, o qual compreende 3 biomas, resulta na figura de pessoas e lugares singulares. Poucos conhecem tão bem este lugar como Laércio Miranda, um apaixonado pelas causas ambientais, indígenas e dos povos da floresta. A relação afetiva e profissional cultivada entre fotógrafo e comunidades é tão intensa que não temos como não nos apaixonar por este livro tão cheio de alma. É uma forma de gratidão do autor, pela oportunidade que teve de aperfeiçoar sua visão de mundo.


Sobre o autor

Laércio Miranda, paulistano, é fotógrafo a mais de 30 anos. Trabalhou para grandes veículos, como os jornais Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e as revistas da Gazeta Mercantil. Como fotógrafo free lancer, publicou em jornais e revistas de vários países: México, Peru, Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha. Já morou em locais muito diversos, como a cidade de Londres e em aldeias Xavante. Vive em Mato Grosso desde 1990 e o seu trabalho no Estado tem se desenvolvido mais na área sócio-ambiental, onde a tônica é a recuperação de áreas degradadas associada à melhoria da qualidade de vida dos habitantes. Nos últimos dez anos, além de fotografar tem também feito vídeos documentários, onde atua como roteirista e diretor. É admirador da grande diversidade cultural de Mato Grosso, tema principal de seus ensaios fotográficos.



FICHA

Autor: Laércio Miranda
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN:
978-85-8009-022-2
Tamanho: 26 x 23 cm
Número de páginas: 128
Gênero: Arte e fotografia
Peso: 820 gramas
Editoras: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 68,00


Coleção Guilherme Dicke

A Proximidade do Mar & A Ilha



Sobre a obra

Esta obra de Dicke traz dois textos exuberantes que fluem com leveza, prendendo a atenção do leitor.
A Proximidade do Mar fez-me deparar com a suavidade sonora de ‘La Mer’, excelente canção francesa de Charles Trenet. Pouco depois, notei algo mais forte e intenso: a ligeira semelhança com a realidade de Catalina Guzmán, personagem de Ángeles Mastretta – tanto Catalina como Beldroaldo queriam conhecer o mar. Ela satisfez seu desejo cedendo sua virgindade; ele, por apego a um amontoado de metal já carcomido pelo tempo, o Fusca, deixa de realizá-lo, pois se recusa a vendê-lo.
A Ilha nos pega de surpresa.
A narrativa suave desliza pelas páginas, apresentando-nos um novo mundo, entrecortado por árvores frutíferas, animais silvestres, um rio de águas cristalinas... e de novo o mar. Um homem e duas mulheres, quase expostas. Como agiríamos se fôssemos os sobreviventes naquela ilha paradisíaca, ladeados por essas mulheres esculturais, largados numa caverna, com o cheiro adocicado de sexo exalando no ar?
Beldroaldo e Miguel... Iguais em seus infortúnios: dois perdedores.




FICHA

Autor: Ricardo Guilherme Dicke
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN:
978-85-8009-016-1
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 112
Gênero: Literatura e contos
Peso: 151 gramas
Editoras: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 28,90



Cerimônias do Sertão



Sobre a obra

No romance Cerimônias do Sertão, Frutuoso Celidônio é um professor de Filosofia demitido da universidade, “dando um tempo” na casa de parentes na Guia, perto de Cuiabá-MT, e lá fica aprisionado pela cheia que derrubou todas as pontes de acesso ao distrito. Ele ingere medicamentos controlados para um problema mental, provavelmente esquizofrenia, fato que possibilita a exploração de conflitos paralelos, onde mundos imaginários povoados de figuras míticas se misturam ao contexto deste personagem. Além do impecável trabalho no plano formal da narrativa, questões filosóficas inquietantes são formuladas sem, necessariamente, obterem respostas, por serem profundas e constitutivas da condição humana. Esta é mais uma obra-prima inédita de Dicke produzida nos anos 1970, que vale a pena conferir.



FICHA

Autor: Ricardo Guilherme Dicke
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN:
978-85-8009-012-3
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 448
Gênero: Literatura e contos
Peso: 350 gramas
Editoras: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 45,90



Os Semelhantes



Sobre a obra

Os Semelhantes é uma novela de Ricardo Guilherme Dicke que, gradativamente, puxa as linhas e emaranha em laços/nós os destinos de personagens densos, revelando – bem ao estilo do autor – subjetividades que se debatem na lama da angústia, num contexto regional. A narrativa percorre os (des)caminhos que povoam o mundo do garimpo de diamantes, girando em torno do distrito da Guia, próximo de Cuiabá-MT, onde a busca/perda da lendária “pedra” mobiliza os conflitos. Esta obra-prima inédita de Dicke foi escrita nos anos 1970, uma excelente fase de sua produção.



FICHA

Autor: Ricardo Guilherme Dicke
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN:
978-85-8009-015-4
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 184
Gênero: Literatura e romance
Peso: 233 gramas
Editoras: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 35,90



O Velho Moço e outros contos


Sobre a obra

O Velho Moço e outros contos reúne três narrativas inéditas de Ricardo Guilherme Dicke, (A perseguição; A noite; O velho moço) produzidas meses antes de seu falecimento. Aparentemente, ele as reuniu ao acaso, mas é bem provável que tenha preparado uma sutil e potente intersecção de histórias em torno do eixo vida-morte, pressentindo, de modo premonitório, a sua partida.
Um narrador velho e rabugento que vocifera contra a massificação do gosto e a estupidez dos gestos; a mais funda inquisição sobre a transcendência, no limiar entre a vida e a morte; e o diálogo antitético sobre juventude e velhice são os temas nesta obra que Dicke optou por nos desafiar com suas imagens em avalanche, propondo-nos que reflitamos sobre o caos.



FICHA

Autor: Ricardo Guilherme Dicke
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN:
978-85-8009-014-7
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 144
Gênero: Literatura e contos
Peso: 186 gramas
Editoras: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 30,90


Sobre o autor

Ricardo Guilherme Dicke nasceu em 1936, em Chapada dos Guimarães-MT. Publicou: Caminhos de Sol e Lua (1961); Deus de Caim (Edinova), 4º lugar no Prêmio Walmap (1968); Como o Silêncio, 2º lugar no Prêmio Clube do Livro (São Paulo, 1968); Caieira (Francisco Alves, 1978), Prêmio Remington de Prosa (1977); Madona dos Páramos (Edições Antares, 1981), Prêmio Nacional da Fundação Cultural do Distrito Federal (1979); Último Horizonte (Marco Zero, 1988); A Chave do Abismo (Fundação Cultural de Cuiabá, 1986); Cerimônias do Esquecimento (EdUFMT, 1999), Prêmio Orígenes Lessa da UBE (1995); Rio Abaixo dos Vaqueiros e O Salário dos Poetas (Secretaria de Cultura de Mato Grosso, 2001); Conjunctio Oppositorum no Grande Sertão (Secretaria de Cultura de Mato Grosso, 2002); Deus de Caim (afabrika, 2006); Toada do Esquecido & Sinfonia Eqüestre (Cathedral/Carlini&Caniato, 2006); Madona dos Páramos (reedição, Cathedral/Carlini&Caniato, 2008). Recebeu da UFMT o título de Doutor Honoris Causa, em 2004. Seu romance O Salário dos Poetas foi adaptado para teatro e apresentado em Lisboa, em 2005. Dicke faleceu em 9 de julho de 2008. Esta obra compõe uma coleção (Carlini & Caniato, 2011) com os títulos: Os Semelhantes, Cerimônias do Sertão, A Proximidade do Mar & A Ilha, O Velho Moço e outros contos.


Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br


terça-feira, 12 de abril de 2011

Não fala Comigo! a história de um autista

Romulo Nétto



Sobre a obra

A obra de ficção Não fala comigo, a história de um autista, retrata a história de um casal no sertão brasileiro, que com sua simplicidade e grande sabedoria e sensibilidade, soube derrubar obstáculos, não permitindo à amargura do sofrimento privá-los de amarem e serem amados pelo filho que, em sua diferença, conseguiu quebrar o gelo da desconfiança e os grilhões do preconceito.

Não fala comigo! é uma obra audaciosa, com cheiro da terra, abraçando os problemas e percalços vividos pela família brasileira. Traz esperança, informação, diverte e faz chorar ao mesmo tempo. Tem em todo seu conteúdo o linguajar simples de nossa gente, de nossa realidade, sem o tão batido “americanismo” que impregna qualquer assunto relativo a autismo. Não fala comigo! vem dizer a todos que os diferentes podem ser iguais, e que autistas têm muito a oferecer à nossa sociedade, ao nosso planeta.
A história vivida por Martírio é a de muitos “Martírios” por esse Brasil afora. A diferença entre o desfecho de nosso protagonista e dos muitos autistas está numa palavra: credibilidade. É o que a família ofereceu a ele todo o tempo, e nosso autor soube retratar tão bem.

Quando muitos fogem da luta, abandonam lares e relegam famílias à própria sorte, Romulo Nétto se levanta corajosamente e, sem ter filho ou qualquer familiar com autismo, resolve escrever sobre o assunto. Aborda o tema com naturalidade e nos custa crer que não tenha vivenciado as dores da síndrome...
Com imenso respeito e agradecimento sincero,

Berenice Piana de Piana,
Mãe de Dayan Saraiva Piana de Piana, 16 anos, autista clássico.
Diretora Administrativa da ADEFA (Associação em Defesa do Autista).



Sobre o autor
Romulo Nétto é mineiro de Paracatu, onde nasceu em 3 de março de 1946. Graduou-se em Comunicação Social – Jornalismo – pela Universidade de Brasília, em 1971. Exerceu funções na Universidade Federal de Mato Grosso, no período de 1974 a 1993.

Outras obras do autor
• As Jagunças
• Filisberto das Âncoras
• Contos dos Gerais
• Cidades, Ciudades
• Bom-dia, Senhor Presidente
• Tarenço, o Capanga de Lata
• Os Deserdados da Sorte
• Tatão Malemais, o Capador de Anjos
• Transitoriedade, Palavra
• O Infinito Desespero de Ementério




FICHA

Autor: Romulo Nétto
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN: 978-85-8009-023-9
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 104
Gênero: Romance
Editoras: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 28,00


Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br


Manual Técnico sobre as Leis de Incentivo à Cultura

Elaine Thomé Parizzi

Sobre a obra

Este Manual Técnico sobre as Leis de Incentivo à Cultura informa os interessados em projetos culturais sobre os procedimentos técnicos de algumas leis nesta área, nos seus vários âmbitos (municipal, estadual e federal – Lei Rouanet).
Depois de vários anos estudando cultura, a autora reconheceu a necessidade de escrever algo técnico, porém de fácil entendimento para pessoas que militam na área, sobre leis de incentivo e seus tributos, explicando com clareza e com redação simples as diferenças sobre as competências de cada imposto para captação de recursos, sejam eles municipais, como o IPTU e o ISS; impostos estaduais, como o ICMS; e ainda sobre o IR, que é da alçada da União.


Sobre a autora

Elaine Thomé Parizzi é advogada tributarista, escritora, pós-graduada em Gestão e Planejamento Cultural. Especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho e em Direito Tributário na área de impostos em espécie. Suas atividades profissionais estão diretamente ligadas à elaboração e captação de recursos para projetos culturais e outros projetos técnicos nas áreas de Meio Ambiente, Esporte e Ação Social, nos âmbitos municipal, estadual e federal. É autora dos livros Manual Técnico sobre as Leis de Incentivo à Cultura (Defanti, MT, 2005 - 1ª edição); Incentivos Fiscais para o Meio Ambiente (Jep Editora, ES, 2008) e de vários artigos publicados em jornais e revistas locais e nacionais. Ministra palestras e oficinas sobre Leis de Incentivo e captação de recursos e presta consultoria e assessoria empresarial para entidades voltadas ao terceiro setor, atua na gestão e planejamento, elaborando e captando recursos há mais de 12 anos; é membro da ABCR- Associação Brasileira de Captadores de Recursos, da ALIMEMTO (Associação dos Amigos do Livro Mato-grossense) e coordena a região da Baixada Cuiabana do FEPOCMT (Fórum Estadual de Política Cultural de Mato Grosso); é diretora-proprietária da Qualithy Assessoria e Projetos e presidente do IQD-Instituto Qualithy de Desenvolvimento, uma instituição sem fins lucrativos, atuante em Mato Grosso desde 1999.



FICHA

Autor: Elaine Thomé Parizzi
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN: 978-85-8009-018-5
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 304
Gênero: Téc. Direito - Leis de Incentivo à Cultura
Editoras: Carlini & Caniato


Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br


Vozes Históricas Dispersas – Biografia, narração, educação e sociedade

Benjamin Rodrigues Ferreira Filho



Sobre a obra
O objetivo principal, aqui, é ler os textos como informações históricas importantes acerca de Mato Grosso. As autobiografias, pela própria natureza do tipo de texto a que pertencem, mesmo que tragam imagens reprocessadas pelos crivos dos cortes e das escolhas de cada autor, são ricas em imagens de vidas pessoais, cada uma trazendo o repertório de experiências particulares que compõem o seu painel; se as narrativas autobiográficas são ficções, nem por isso deixam de ser históricas.

Sobre o autor
Benjamin Rodrigues Ferreira Filho é graduado em Letras e mestre em Estudos Literários, pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), e doutor em Ciência da Literatura, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente, é professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT – Campus Cuiabá). Neste livro, parte de narrativas autobiográficas de alunos do Proeja e empreende uma jornada de leitura, apresentando aos leitores seu diário de viagem.


FICHA

Autor: Benjamin Rodrigues Ferreira Filho
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2011
ISBN: 978-85-8009-024-6
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 152
Gênero: Contos – História Social
Editoras: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 25,00


Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br


As Engrenagens da Cidade – centralidade e poder em Cuiabá na segunda metade do século XX

Márcia Bomfim de Arruda


Sobre a obra

Patrimônio, modernização capitalista e técnicas de controle da população são os três eixos sobre os quais se assenta este trabalho. Frequentemente visto apenas como instrumento de valorização da memória e da cultura, o tombamento do Centro Histórico de Cuiabá foi pensado, também, como parte da dinâmica capitalista. Dinâmica que transforma valores simbólicos em mercadoria.

Sobre a autora

Graduada e mestre em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e doutora em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).



FICHA

Autora: Márcia Bomfim de Arruda
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-019-2 (Carlini & Caniato)
978-85-327-0356-9 (EdUFMT)

Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 144
Gênero: História – Mato Grosso
Editoras: Carlini & Caniato / EdUFMT
Preço de capa: R$ 30,00


Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br


Sistemas de Gestão Ambiental nas indústrias de médio e grande porte do estado de Mato Grosso

Doroty Queiroz Topanotti e Hugo José Scheuer Werke




Sobre a obra

A presente obra é resultado de uma pesquisa cientifica - Área de Concentração: Ambiente e Desenvolvimento Regional oferecido pela Universidade Federal de Mato Grosso, no intuito de conhecer a atuação das indústrias extrativas e de transformação de médio e grande porte do Estado de Mato Grosso, quanto à adoção de Sistemas de Gestão Ambiental – SGA.
Uma fonte de informações preciosas disponíveis a todos os leitores, sejam leigos, técnicos ou especialistas interessados em conhecer um pouco mais sobre os mecanismos de SGA, ou adotá-los em suas unidades indústrias ou mesmo subsidiar a tomada de decisão junto aos órgãos gestores ambientais.


Sobre os autores

Doroty Queiroz Topanotti
Possui graduação em Engenharia Sanitária pela Universidade Federal de Mato Grosso (1986) , Graduação em Pedagogia – Licenciatura Plena pela Universidade do Oeste Paulista (1990), especialização em Metodologia e Didática do Ensino Superior pela Universidade de Cuiabá (1991), especialização em Saúde Pública pela Faculdade São Camilo de Administração Hospitalar (1994), especialização em Gestão Ambiental pela Faculdade de Rolim de Moura (2006) e mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso (2008). Atualmente é Analista de Meio Ambiente da Secretaria de Estado do Meio Ambiente. Tem experiência na área de Educação Ambiental, Saúde Pública e Engenharia Sanitária, com ênfase em Planejamento Ambiental e Recursos Hídricos.

Hugo José Scheuer Werle
Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria (1985), mestrado em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo (1991) e doutorado em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo (1999). Atualmente é professor adjunto II da Universidade Federal de Mato Grosso.
Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Planejamento Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Planejamento Ambiental. Zoneamento Ambiental. Degradação ambiental , Classificação do Relevo, Análise Geomorfológica, Geomorfologia e Turismo.


FICHA

Autores: Doroty Queiroz Topanotti e Hugo José Scheuer Werle
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-019-2 ( Carlini & Caniato)
978-85-327-0372-9 ( EdUFMT)

Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 160
Gênero: Téc. – Gestão Ambiental
Editoras: Carlini & Caniato / EdUFMT
Preço de capa: R$ 29,80


Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br


sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Catálogo 2011



Veja o nosso catálogo 2011 atualizado com os recentes lançamentos da Carlini & Caniato Editorial / TantaTinta Editora. Confiram!

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

São Gonçalo Velho

Paulo Pitaluga Costa e Silva





Sobre a obra

São Gonçalo Velho é a povoação urbana mais antiga de Mato Grosso e em especial da região do vale do rio Cuiabá, sendo que sua ocupação populacional nunca sofreu qualquer descontinuidade desde 1718. Sua memória histórica e social sempre foi relegada a um segundo plano na historiografia regional, vez que sempre se priorizou as pesquisas e os textos acerca de Cuiabá, as lavras do Sutil por excelência, em detrimento de seus primeiros arranchamentos.

Sobre o autor

Paulo Pitaluga Costa e Silva é historiador, sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso e seu ex-Presidente. Autor de 24 livros já editados acerca da história regional mato-grossense e mais de 60 artigos publicados em revistas especializadas. Desde 1999, vem coordenando a série Publicações Avulsas, do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, com 67 títulos publicados, abrangendo re-edições de obras, artigos raros e de difícil obtenção.
A sua especialização é na história colonial, em especial, no denominado Mato Grosso espanhol dos séculos XVI e XVII. Ocupou o cargo de Secretário de Estado de Cultura de Mato Grosso de fevereiro de 2008 a março de 2010.





FICHA

Autor: Paulo Pitaluga Costa e Silva
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-017-8
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 92
Gênero: História – Mato Grosso
Editora: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 22,00



Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br


Enawenê-Nawê - primeiros contatos (diário de campo)

Thomaz de Aquino Lisbôa "Jaúka"





Sobre a obra


A obra é muito mais do que um relato (diário de campo) do então missonário Thomáz, é um verdadeiro registro histórico sobre o contato e a convivência com os índios Enawenê-Nawê de Mato Grosso e sobretudo pela proposta de uma nova política de atuação missionária pela qual o autor lutou.

Em 1962, Thomaz foi escalado para ser mestre por três anos junto à Missão Anchieta, no internato indígena de Utiariti, no noroeste de Mato Grosso, a 600 km de Cuiabá. Thomaz e os jesuítas tinham a missão de cristianizar e civilizar. Responsável por 35 meninos de diferentes etnias, com idades entre sete e doze anos, distanciados de suas famílias por inúmeras razões, ele observou que aquele modelo de missão estava totalmente equivocado e percebeu que deveriam ter a oportunidade de serem criados e educados de acordo com suas culturas, por suas respectivas famílias e em suas próprias terras. Mas não havia territórios indígenas demarcados e todos os povos estavam em franco extermínio: em Mato Grosso, mais de trinta povos já estavam com suas populações reduzidas a menos de 200 pessoas. Thomaz juntou-se a alguns companheiros jesuítas e iniciou, primeiro no interior da ordem, a construir uma nova trajetória de atuação, alternativa ao extermínio físico e cultural que estava imposto aos indígenas no Brasil.

A narrativa histórica dos primeiros contatos com o povo Enawenê-Nawê assume relevâncias, por ser uma iniciativa rara de um contato planejado, cauteloso e vivenciado na prática por equipes que sempre se comprometeram com o calendário e a lógica cultural Enawenê. Em 28 julho de 1974, dia oficial do contato pacífico, 97 pessoas compunham aquela sociedade. Hoje, mantendo espetacularmente sua cultura e dignidade, são 600 Enawenê-Nawê.

Neste ano de 2010, no dia 5 de novembro, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural definiu que o ritual yaokwa dos índios Enawenê-Nawê, seja considerado patrimônio cultural brasileiro. A decisão faz com que esse bem imaterial passe a ser protegido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Sobre o autor

Thomaz de Aquino Lisbôa nasceu em Itapetininga-SP, em 1936, é o 12º filho de uma família de 14 irmãos. Tornou-se jesuíta para trabalhar entre os índios de Mato Grosso. Outros dois irmãos também se tornaram jesuítas: José Pedro e Paulo.

Foi vice-presidente do CIMI – Conselho Indigenista Missionário. Atuou junto aos povos Rikba-ktsa, Tapayuna, Nambikwara, Irantxe. Coordenou a equipe da Missão Anchieta que estabeleceu contato com os povos Myky (1971) e Enawenê-Nawê (1974). Em 1987 casou-se com uma jovem Myky, Njãkau. Tem um casal de filhos e três netos. Mora na aldeia Japuíra do povo Myky, a 50 Km de Brasnorte-MT.



FICHA
Autor: Thomaz de Aquino Lisbôa – “Jaúka”
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-010-9
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 112
Gênero: Depoimento histórico e antropológico
Editora: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 24,00



Contato
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br



Leitura e Letramento Literário - Diálogos

Rosemar Coenga





Sobre a obra


Nesta obra o leitor terá diferentes reflexões sobre o letramento e novas propostas para o ensino da leitura literária, que se destinam a reformar, fortalecer e ampliar a prática da leitura e da leitura literária que se oferece nos ensinos fundamental e médio. Apoiado em vários pesquisadores, em especial, Vera Teixeira Aguiar, Maria da Glória Bordini, Marisa Lajolo, Magda Soares e Rildo Cosson, entre outros, o autor afirma que há uma urgência em repensar as práticas adotadas em sala de aula e, através de estudos e reflexões, propor novas abordagens. Uma aula eficiente de leitura deve ter como objetivos despertar o interesse pela leitura, ajudará o leitor a interpretar aquilo que lê e, assim, capacitá-lo para participar da vida em sociedade.

Sobre o autor

Rosemar Coenga é graduado em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso, especialista em Ensino-Aprendizagem de Língua Estrangeira e mestre em Educação, também pela mesma instituição. Atualmente é doutorando em Teoria Literária e Literaturas pela Universidade de Brasília (UnB), na linha de pesquisa Recepção e Práticas de Leitura. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Leitura e Letramento (GEPPLL), da UFMT. Autor dos livros Nos labirintos da memória; Leitura e Literatura Infanto-juvenil: redes de sentido; A Leitura em Cena: literatura infanto-juvenil, autores e livros. Atua em cursos de graduação e especialização em Letras e Pedagogia. Trabalha como professor de Língua Portuguesa na Rede Estadual de Ensino Médio. Escreve crítica literária para crianças e jovens no Jornal Circuito Mato Grosso e se dedica à pesquisa na área de leitura, literatura infanto-juvenil, letramento literário e formação do leitor, memória e autobiografia.




FICHA

Autor: Rosemar Coenga
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-99146-99-6
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 112
Gênero: Estudo sobre Ensino Literário
Editora: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 25,00



Contatos
Editora TantaTinta/Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 /3023-5715
comercial@tantatinta.com.br



A Leitura em cena

Rosemar Coenga




Sobre a obra

Uma coletânea de artigos a cerca da teoria e crítica literária infanto-juvenil onde o enfoque principal é discutir a análise da produção infanto-juvenil nos diferentes gêneros e suportes; diagnosticar a situação do ensino da leitura e da literatura e propor alternativas metodológicas.

Sobre o organizador

Rosemar Coenga é graduado em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso, especialista em Ensino-Aprendizagem de Língua Estrangeira e mestre em Educação, também pela mesma instituição. Atualmente é doutorando em Teoria Literária e Literaturas pela Universidade de Brasília (UnB), na linha de pesquisa Recepção e Práticas de Leitura. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Leitura e Letramento (GEPPLL), da UFMT. Autor dos livros Nos labirintos da memória; Leitura e Literatura Infanto-juvenil: redes de sentido; Leitura e Letramento Literário: diálogos. Atua em cursos de graduação e especialização em Letras e Pedagogia. Trabalha como professor de Língua Portuguesa na Rede Estadual de Ensino Médio. Escreve crítica literária para crianças e jovens no Jornal Circuito Mato Grosso e se dedica à pesquisa na área de leitura, literatura infanto-juvenil, letramento literário e formação do leitor, memória e autobiografia.



FICHA

Organizador: Rosemar Coenga
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-001-7
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 224
Gênero: Teoria e crítica literária Infanto-juvenil
Editora: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 30,00


Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br



Vertiginoso e outros contos

Gabriel de Mattos





Sobre a obra

Neste segundo livro de contos, Gabriel de Mattos começa a povoar seu universo ficcional com personagens mais maduros, até um pouco desiludidos, que enfrentam a vida com o humor e a resistência que lhes é possível. Um mundo onde o absurdo e o inexplicável não estão excluídos, e às vezes até compõem uma forma de esperança colorida e poética. As histórias são centradas em personagens adultos (às vezes nem tanto pela idade), obrigados a esquecer alguns dos sonhos de infância e a enfrentar escolhas que deveriam levar a algum novo lugar. Em suma, uma leitura que proporciona prazer e reflexão, desta vez valorizada pelas ilustrações de Ricardo Leite, ou o famoso Ric Milk.

Sobre o autor

Gabriel de Mattos é escritor, quadrinista, arquiteto e professor universitário. Publicou os álbuns de quadrinhos Quadricrônicas (EdUFMT, 2005) e Destino Oeste (TantaTinta, 2005), este último em parceria com Ricardo Leite, com quem produziu Volcanya Blues, uma obra de ficção científica e fantasia. Sócio do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, tem participado da discussão e divulgação da história regional com o romance República Transatlântica (Carlini e Caniato, 2005) e o estudo Desmontando os quadrinhos: histórias em quadrinhos, educação e regionalidade (Carlini e Caniato/EdUFMT, 2009). Trabalhou como editor de quadrinhos para jornais e revistas locais, teve contos, artigos e cartuns publicados na imprensa nacional. Seu livro de contos A Geringonça (Via Lettera, 2002) foi selecionado no Programa Nacional de Bibliotecas de Escola do Ministério da Educação. Tem ainda publicados o romance Doce Irresponsabilidade (Carlini e Caniato, 2005) e Cuiabá: duas novelas (TantaTinta, 2003).



FICHA

Autor: Gabriel de Mattos
Ilustrações: Ricardo Leite
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-000-0
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 96
Gênero: Literatura - Contos
Editora: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$ 20,00



Contatos
Editora TantaTinta/Carlini & Caniato
(65) 3023-5714/ 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br




Diário de uma quase

Paulo Sesar Pimentel





Sobre a obra

Diário de uma quase é o segundo livro de contos de Paulo Sesar. Os contos descrevem personagens contemporâneos com sensações incômodas e, talvez, deslocadas de uma galeria de almas tristes diante das (in)capacidades das relações com as formas estabelecidas de mundo. No entanto, no ponto onde as possíveis experiências ruins e traumáticas ultrapassam o, imaginado, individual e tornam-se coletivas e, de algum modo, belas.

Sobre o autor

Paulo Sesar Pimentel é natural de Coronel Sapucaia–MS, mas mora em Mato Grosso há mais de 20 anos.É graduado em Letras (Unemat/ Sinop-MT) e mestre em Estudos de Linguagem (MeEL/UFMT).Publicou as coletâneas de contos Café com Formigas, Ângulo Bi (com outros autores mato-grossenses) e o guia de leitura Dez Modernistas (com Santiago Villela Marques).Atua como professor de literatura no Ensino Médio e Superior em Cuiabá-MT.



FICHA

Autor: Paulo Sesar Pimentel
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2010

ISBN: 978-85-8009-013-0

Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Número de páginas: 104

Gênero: Literatura - Contos
Editora: Carlini & Caniato
Preço de capa: R$20,00



Contatos
Editora TantaTinta/Carlini & Caniato
(65) 3023-5714 / 3023-5715
contato@tantatinta.com.br



quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Nas margens da história: meio ambiente e ruralidade em comunidades "ribeirinhas" do Pantanal Norte

Ana Carolina da Silva Borges






Sobre a obra


Nas Margens da História discute e analisa a relação dinâmica que se estabeleceu entre os ribeirinhos e a sociedade mato-grossense e a natureza, na região do Pantanal Norte, no período compreendido entre 1870 e1930. Um longo e lento processo de degradação de rios e matas, fruto das relações de troca e comércio potencializadas por um mercado mundial em expansão acabou alterando significativamente a paisagem pantaneira. Entretanto, a obra procura mostrar que mesmo diante desse mercado mundial e seu séquito de valores, normas e preceitos considerados modernos e civilizados, o cotidiano dos ribeirinhos não sucumbiu a essa pressão externa.


Sobre a autora

Ana Carolina da Silva Borges nasceu em Cuiabá, 1982. Possui graduação em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (2001-2005).Foi bolsista de iniciação científica durante três anos no Núcleo de EstudosRurais e Urbanos (NERU) da UFMT (2002-2005), onde desenvolveu pesquisas em comunidades de agricultores do Pantanal Norte, sob orientação da Prof.ª Drª. Sueli Pereira Castro. Fez mestrado em História na mesma universidade, sob orientação do Prof.º Dr. Oswaldo Machado Filho (2006-2008). Publicou resumos, resumos expandidos e artigos em vários congressos regionais, nacionais e internacionais, além de capítulos de livros em coletâneas. Atua nos seguintes temas: relação sociedade e natureza; história agrária; comunidades ribeirinhas.



FICHA

Autora: Ana Carolina da Silva Borges
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-011-6 (Carlini & Caniato) 978-978-85-327-0349-1 (EdUFMT)
Tamanho: 15,8 x 22,8 cm
Nº de páginas: 240
Gênero: História/ Sociologia
Editoras: Carlini & Caniato Editorial/EdUFMT
Preço: R$ 34,00


Contatos
Editora TantaTinta/Carlini&Caniato
(65)3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br




Biologia no cotidiano doméstico: abordagens voltadas à educação básica.

Edna Lopes Hardoim - Edward Bertholine de Castro - Lúrnio Antônio Dias Ferreira- Rosina Djunko Miyazaki e Maria Saleti Ferraz Dias Ferreira





Sobre a obra

Voltada aos professores da Educação Básica, a obra tem por objetivo apresentaraos professores e alunos conteúdos que possam contribuir para aconstrução conjunta do conhecimento da Biologia. Neste caso, porém, a forma escolhida para apresentação traz outra roupagem e abordagem: o lúdico que, certamente, facilitará os procedimentos pedagógicos e potencializará a construção e formação de saberes. A obra faz uso de exemplos,para explicar fenômenos naturais, e ainda, utiliza vários aspectos de uma casa, como cenário para as reflexões pretendidas acerca dos fenômenos estudados.

Sobre os organizadores

Edna Lopes Hardoim e Lúrnio Antônio Dias Ferreira são professores dodepatartamento de Botânica e Ecologia do Instituto de Biociências daUFMT; Edward Bertholine de Castro e Rosina Djunko Miyazaki são profesoresdo departamento de Biologia e Zoologia do Instituto de Biociênciasda UFMT; Maria Saleti Ferraz Dias Ferreira é Coordenadora de Ensino deGraduação/Proeg-UFMT.



FICHA

Organizadores: Edna Lopes Hardoim - EdwardBertholine de Castro - Lúrnio Antônio Dias Ferreira- Rosina Djunko Miyazaki e Maria Saleti Ferraz Dias Ferreira
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-005-5
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Nº de páginas: 80
Gênero: Educação / Biologia
Editora: Carlini & Caniato Editorial
Preço: sob consulta



Contato
Editora TantaTinta / Carlini&Caniato
(65)3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br



Remedeia Com Que Tem

Milton Pereira de Pinho (Guapo)




Sobre a obra

Esta obra é uma pesquisa de 40 anos do cantor e compositor Milton P.Pinho (Guapo) que buscou e levantou toda geologia e antropologia damúsica mato-grossense de raiz e também das infl luências acontecidas noprocesso histórico.Em sua visão divisionária em “Autóctone”, “Platina” e “Infl uência de OutrosEstados”, o autor apresenta um quadro panorâmico do mosaico dacultura musical de Mato Grosso, a qual se formou nos quase 300 anosde história. Por outro lado, traz também a origem e o desenvolvimentohistórico de cada corrente das grandes expressão musicais como o Jazz,Tango, Rock, Bossa Nova, Hip Hop, Música Sertaneja, entre outras tambémpresentes no desenvolvimento musical atual, com seus respectivosrepresentates.A publicação traz ainda biografi as de notáveis compositores que moldarama trilha musical na formação do Estado, bem como de pequenos musicosque passaram pela história com seu humilde trabalho, e que hojepraticamente estão esquecidos.Um livro pra se conhecer e entender a cultura musical mato-grossense.

Sobre o autor

Milton Pereira de Pinho (Guapo) nasceu em Cáceres – MT. É cantor,compositor, pesquisador, produtor, diretor musical e consultor técnicode cultura. Foi o primeiro músico mato-grossense a representar o Estadono evento “Mato Grosso State Cultural” realizado em novembro-2005 emWashington-DC com o show-recital: Searching For The Lost River, fechando a quinzena cultural de Mato Grosso nos Estados Unidos.




FICHA

Autor: Milton Pereira de Pinho(Guapo)
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-910555-0-0
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº de páginas: 192
Gênero: História da Música
Editora: Carlini & Caniato Editorial
Preço: R$ 45,00




Contato
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br



Em busca do país do ouro: sonhos & itinerários

Sirlei Silveira






Sobre a obra


Em Busca do País do Ouro recupera, a partir de pesquisa bibliográfica e documental no campo da Antropologia, da Literatura, da Filosofia, da História e da Sociologia, os sonhos e as agruras que projetaram os homens do Mediterrâneo cristão para fora de seus muros, no período compreendido entre o século XV e XVI desta era. A obra parte da premissa de que as maravilhas que povoavam a mentalidade do homem medieval constituíram-se em importante atrativo para a exploração de outras terras e gentes, especialmente no continente nomeado América e identificado como um mundo novo. A expansão ibérica nessas terras – sobremaneira a espanhola – esteve embebida do maravilhoso. A esperança de um retorno à Idade do Ouro, sem excluir a cobiça e a ambição, determinou a invenção da América, para onde migrou um sem-número de mirabilia, que combinava monstros, amazonas e muitas outras criaturas fantásticas, vivendo em locais de riquezas incomensuráveis.

Sobre a autora

Sirlei Silveira nasceu em Minas Gerais, em 1956. Licenciada em Pedagogia e em Estudos Sociais, realizou especialização em História e Historiografia na Universidade Federal de Mato Grosso, mestrado e doutorado em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Trabalhou no ensino fundamental e médio e, também, na área técnico-científica em instituições públicas e privadas. Integra, desde 1992, o quadro de professores do Departamento de Sociologia e Ciência Política/ICHS/UFMT, com atuação nos cursos de graduação e, mais recentemente, no Programa de Pós-Graduação – Mestrado - em Estudos de Linguagem/IL/UFMT. É autora do livro O Brasil de Mário de Andrade, publicado pela Editora UFMS, e de artigos para circulação em periódicos nacionais e estrangeiros.




FICHA

Autora: Sirlei Silveira
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-99146-72-9
Tamanho: 15,8 x 22,8 cm
Nº. de páginas: 176
Gênero: História/Sociologia
Editora: Carlini&Caniato Editorial
Preço: 38,00


Contatos
Editora TantaTinta/Carlini&Caniato
(65)3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br



Manuel de Barros - O Demiurgo das Terras Encharcadas

Cristina Campos





Sobre a obra

O livro é fruto de tese de doutorado, na Usp, defendida em 2007. Apresenta uma leitura das imagens simbólicas presentes na obra do poeta Manoel de Barros e sua ancoragem mítica, exercitando o “abraço solidário” proposto por Edgar Morin, ou seja, uma bricolagem teórica, num exercício transdisciplinar, destacando-se a Antropologia do Imaginário, do francês Gilbert Durand, e o pensamento complexo, de Edgar Morin.
No capítulo final considerações acerca da Educação, sugerem algumas técnicas para que o leigo (ou neófito) seja iniciado na obra de Manoel de Barros.

Sobre a autora

Cristina Campos é graduada em Letras e mestra em Educação, pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT, 1983; 1997); e doutora em Educação, pela Universidade de São Paulo (USP, 2007). Leciona Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – Campus Cuiabá. Publicou o livro Pantanal Mato-grossense: o Semantismo das Águas Profundas (Entrelinhas, 2004); e Conferência no Cerrado (Tanta Tinta, 2008). É produtora da publicação literativa Dazibao, fruto de um projeto que estimula a criação literária a partir de laboratórios vivenciais, realizado com professores e alunos do IFMT – Campus Cuiabá e outras instituições educacionais; é revisora e organizadora de diversas publicações.



FICHA

Autora: Cristina Campos
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-8009-008-6
Tamanho: 15,8 x 22,8 cm
Nº. de páginas: 320
Gênero: Dissertação
Editora: Carlini&Caniato Editorial
Preço: 40,00



Contato
Editora TantaTinta / Carlini&Caniato
(65)3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br